7º FESTA ITALIANA EM BH

577536_470662836342666_1340815573_n

 

 

Belo Horizonte receberá, no dia 02 de junho (próximo domingo), a 7ª edição da Festa Italiana!

Em 2012, 80 mil pessoas prestigiaram 10 horas de programação, que incluiu apresentações de cantores, grupos de dança e música folclórica italiana, além de comidas e bebidas típicas como massas, pizzas, vinhos e sobremesas.

Neste ano, a novidade será uma exposição de carros italianos antigos.

Como de costume, a festa será realizada na Avenida Getúlio Vargas, entre as ruas Professor Morais e Tomé de Souza, das 12h às 22h.

Será cobrada na entrada a doação de 1Kg de alimento não perecível (exceto sal, fubá e farinha) ou um pacote de fralda descartável, que serão destinados à instituições de caridade.

O evento comemora o Dia da República da Itália, data mais importante do calendário italiano. A proposta da festa é unir italianos, ítalos-descendentes e brasileiros numa grande confraternização e apresentar um pouco das tradições, hábitos e belezas da Itália como música, dança e gastronomia. ótima oportunidade para os imigrantes reverem os amigos.

 

Informações Adicionais:

http://www.acibramg.com.br

Telefone: 31 3224-2304

Email: acibramg@gmail.com

Promoção: Associação de Cultura Ítalo-Brasileira do Estado de Minas Gerais (ACIBRA-MG)

Realização: Associação de Cultura Ítalo-Brasileira do Estado de Minas Gerais (ACIBRA-MG)

 

Você não vai perder, né? 

Filé Mignon ao Mollho de Mostarda e Vodka

Bem, sempre que vou ao supermercado Extra e vejo uma peça de Filé Mignon já limpinha em um preço mais em conta não penso 02 vezes em comprar e já coloco no carrinho!

Chego em casa e fatio uns bifes mais grossos, medalhões e faço pacotinhos com a quantidade necessária para usar de cada vez e depois congelo…

Neste sábado, resolvi fazer uma almoço já que faltei á faculdade..rsrr…coisa mais rápida e prática pois eu ainda tinha uns cupcakes do chá de lingerie de uma das minhas damas de honra  a Gi para fazer…

Pensei logo em arroz, bife e batata frita (porém eu faço assada lembram?), cozinhei uns legumes … e logo imaginei que podia fazer um molhinho..algo para dar uma cara mais 

nova no simples bife!rsr

Vocês já devem ter percebido que eu e o meu maridinho adoramos mostarda! Tenho uma receita de molho de mostarda em um dos posts..mas queria uma mais fácil e rápida de fazer…pensei em vinho branco..mas não tinha em minha geladeira..abri o armário e vi uma Vodka que ganhei para fazer meus experimentos..rsrsr…pensei que poderia dar certo e resolvi tentar!kkk

Deu super certo!!E o marido adorou o gostinho diferente que tinha o molho!

Vamos a receita!?

Filé Mignon ao molho de mostarda e vodka- Bolg Prazer na Gastronomia

INGREDIENTES:

PARA O BIFE:

– Bife de filé Mignon ou outro qualquer,

– Sal

– Pimenta do Reino moída na hora

– 1 colher de chá de manteiga

PARA O MOLHO:

–  1 colher de sopa de manteiga ou margarina

– 1/2 cebola bem picadinha

– 1 dente de alho amassado

– pimenta do reino moída na hora á gosto

– 80 ml de vodka

– 1 e 1/2- colher de sopa de mostarda dijon ou a comum

– 1 caixa de creme de leite

MODO DE PREPARO:

PARA O BIFE:

– Tempere os bifes com sal e pimenta do reino, polvilhando dos dois lados,

– Em uma frigideira ou panela bem quente, disponha a manteiga e deixe-a derreter;

– Disponha os bifes, continue com o fogo alto, pois a temperatura não abaixar, se não os bifes começam a soltar água..depois de prontos ficam secos e sem gosto!

– Reserve!

PARA O MOLHO

– Em uma panela, disponha a manteiga e o alho e deixe até que comecem a dourar;

– Com o auxilio de uma peneira, peneire todo o líquido, voltando para a panela o líquido lisinho, joque fora a cebola e o o alho;

–  Disponha sobre este líquido a vodka e leve ao fogo, deixe ferver até que este molho reduza a metade do que estava; ( O álcool irá evaporar, ficando só o sabor da vodka)

–  Acrescente a mostarda e a pimenta do reino e misture bem, disponha o creme de leite e continue misturando,

– Acerte o sal e está pronto!

 

Espero que gostem!

Tempo total de preparo: 15 minutos

Rendimento:  4 porções 

 

Ceviche

Ceviche é um prato de origem peruana baseado em peixe cru marinado em suco de limão. O essencial é que o pescado seja branco (sem muita gordura, nem músculo vermelho), mas de carne firme.

Como não precisa de fogo, o ceviche é uma receita peruana, típica dos pescadores, no próprio barco, eles cortam o peixe, temperam e comem. Mas, há cerca de dez anos, o prato invadiu as mesas aristocráticas e as cevicherias pipocaram por todo o  Peru . 

Da mesma maneira que o brasileiro marca de “tomar um café” ou “um chope”, “comer um ceviche” é pretexto para encontros informais entre os peruanos. 

O caldo resultado do tempero do ceviche chama-se leite de tigre . Segundo a lenda peruana, quem o consome ganha a força do animal e dizem que é excelente para curar ressaca!kk

Hoje encontramos por ai ceviche de camarão, lagosta, polvo vieiras e de muitos outros frutos do mar..não é errado mas o original mesmo é feito só com peixe branco e bem fresco! 

Acabamos encontrando também versões de ceviche de peixes de água doce, definitivamente não rola! Os peixes de águas doces não são  para ser  comidos cru, pois os mesmo absorvem algumas substâncias e bactérias que não fazem bem ao nosso organismo…. que só são amenizadas depois de submetidas á altas temperaturas ou seja “bem cozidos ou fritos”, já os peixes de águas salgadas não possuem este problema sendo os essenciais para serem comidos crus..principalmente como ceviche!!

Os peixes brancos que são ideais para o ceviche são o linguado, bonito!

Como aqui em BH não é tão simples achar um peixe de água salgada bem fresco podemos usar também aqueles filés que achamos em supermercados congelados….mas lembrando que quanto mais fresco os ingredientes mais saboroso fica o prato!

ceviche Blog Prazer na Gastronomia

INGREDIENTES

– 1 filé de Linguado grande

– 1 Cebola roxa em fatias bem finas

-1/2 pimenta  Dedo de moça semente em fatias bem finas ou á seu gosto

–  1 dente de Alho bem picadinho

–  Suco de 4 limões

– Sal e pimenta do reino á gosto

– 1/2 Milho cozido

– Salsinha ou Coentro bem picado á gosto

MODO DE PREPARO:

– Cozinhar a espiga de milho em agua com sal e reserve

–   Cortar o peixe em cubos grandes e dispor em um bowl,  temperar com sal, pimenta do reino e o alho picado;

– Adicionar o suco dos limões a pimenta dedo de moça e a cebola;

– Tampe o bowl com um filme plástico e leve a geladeira por no mínimo 01 hora, para que o peixe absorva todo sabor! Caso precise pode servir imediatamente mas o sabor não será o mesmo!

– Siva em um prato fundo com o milho cozido ou em  taças..coloque bastante caldinho na hora de servir!

OBS: No Peru eles deixam o ceviche marinar no limão por no mínimo 12 horas, ou seja quanto mais marinar melhor!!  

Tempo total de preparo:  1 hora e 20 minutos

Rendimento: 1 porção  

Salada de Folhas Verdes

Salada é uma coisa tão simples de preparar, acho que todo mundo sabe como fazer… o negócio é a variar de vez em quando!

Neste dia das mães o almoço foi na casa da minha mãe!

Desta vez eu escolhi ficar com a salada, mais simples e mais prática de fazer sabe!? 

Pensei..pensei e resolvi que iria fazer uma salada simples de folhas verdes, junto com um molhinho de mostarda que é um sucesso!

Quando disse com minha mãe que seria só folhas verdes ela ficou meio preocupada, comprou alguns legumes e tomates e disse para eu colocá-los, no final das contas eu fiz mesmo a de folhas e ela continuou preocupada até ver o resultado!rsrs

Minha sogra tem uma horta em sua casa e veio me oferecer alface, alface roxa e rúculas todas folhas novinhas, estavam até pequenas! Mas super crocantes e saborosas pois foram colhidas no domingo pela manhã ou seja, mais frescas não poderiam estar!rsr

Resumindo, coloquei um queijo parmesão e uns gomos de laranja! Combinou perfeitamente com o molhinho de mostarda!

Foi só elogios! Super bonita e mega refrescante!!!rsr

Salada verde- Blog Prazer na Gastronomia

INGREDIENTES:

Para a salada:

– 1/2  pé de alface

– 1/2  pé de alface roxo

– 1/2 maço de rúcula

– 100g de queijo parmesão ralado grosso (não pode ser aquele ralado de pacotinho)

– Gomo de 3 laranjas picadas grosseiramente

Para o molho de mostarda:

– 4 colheres de sopa de mostarda amarela

– 2 colheres de sopa de limão ou vinagre branco

– 1 colher de chá de açúcar ou mel

– 1 pitada de sal

– Pimenta do reino moída

– 1 colher de sopa de azeite

MODO DE PREPARO:

Montagem da salada:

– Lave todas as folhas com antecedência para que na hora da montagem as folhas estejam secas;

– Rale o queijo parmesão grosseiramente e reserve;

– Descasque e retire os gomos das laranjas sem aquela “pelinha” e os caroços e corte-as ao meio

ecvue7curp61s0oqt0wd8hoim

– Em uma travessa, forre primeiramente com o alface verde, por cima disponha a rúcula e depois o alface roxo, para realçar as cores,

– Disponha o queijo ralado, e os gomos das laranjas

Para o molho:

– Em um recipiente misture todos os ingredientes, ele deve ficar um molho mais ralo mesmo na consistência de um suco, um pouco mais grosso.

–  Deixe o molho de mostarda e o sal ao lado para que as pessoas possam temperar a salada no prato.

Use e abuse da sua criatividade na hora de fazer uma salada! Se inspire nas cores!rsr

Espero que gostem das dicas!!

Tempo de preparo: 30 minutos

Rendimento: 6 porções

Arroz com Pequi

Pequi, um fruto típico do Centro Oeste brasileiro..como dizem em relação ao Pequi “uns adoaram e outros odeiam”!rsrs

Eu particularmente adoro pequi…mas gosto mesmo só com arroz!

O pequi é a semente amarela proveniente do pequizeiro, uma árvore nativa do Cerrado, e pode ser colhido nos meses de outubro a novembro. O caroço (semente) do pequi é preparado refogado, ou com arroz, frango ou carne. Sua polpa empresta ao arroz, no qual é quase sempre preparado, cor e sabor bastante característicos. Comer pequi exige destreza. Ele deve ser comido com a mão, raspando-se com os dentes a fina camada comestível da polpa até bem próximo dos espinhos. Mordê-lo é perigoso, pois o seu interior contém centenas de minúsculos espinhos muito afiados que podem ferir os desavisados.

Hoje achamos também nos mercados a polpa, cortada em tiras, ou de caroços inteiros,  que estão em conservas  à base de óleo ou salmoura, para a preparação de pratos durante a época em que não é produzido. A polpa também fornece óleo comestível e dela produz-se ainda o tradicional licor, bem doce. Encontramos também a farinha de Pequi..que é uma delícia ideal para comer com carne cozida ou assada!

Em um vidro de conserva de pequi vem em média com o líquido, 580g , já drenado (ou seja só a polpa) em média 250g.

Inclusive este arroz foi feito com  pequi em conserva que não deixa nada á desejar em relação ao fresco!

Arroz com pequi- Blog Prazer na Gastronomia

 

Ingredientes:

– 2 xícaras de arroz lavado e seco,

– 1 1/2 de água fervente

– Alho picado á gosto

– sal á gosto

– 2 colheres de sopa de óleo

– 150 g de Pequi em fatias ou á seu gosto.

 

Modo de Preparo:

– Em uma panela, disponha o óleo o alho e o sal até que estejam começando a dourar,

– Disponha o arroz e fique misturando com o auxilio de uma colher até que, parte dos grão fiquem bem brancos,acrescente a polpa do pequi ou em fatias ou o fruto inteiro e misture bem,

– Em seguida, cubra todo arroz e o pequi com água fervente, (gosto de deixar a água uns 2 dedos para cima do arroz), tampe a panela e deixe cozinhar,

– Quando a água secar coloque mais um pouco de água e tampe a panela novamente e deixe secar,

– Experimente o arroz e o pequi para ver se estão cozidos se sim está pronto, caso contrário coloque mais um pouco de água e fique de olho até que os dois estejam cozidos!

– Sirva quente acompanhado de alguma carne  e salada!!

 

Hum…só de lembrar desta receita minha boca encheu de água e me deu uma vontade de comer Pequi!!!!rsrs

Tempo de preparo: 40 minutos

Rendimento: 5 pessoas

 

 

 

 

 

 

Batata assada com Cheddar e Bacon

Sabe aquela batata congelada …tipo McDonalds que encontramos nos supermercados da vida?

Pois bem,  no meu congelador não pode falta!rsrsr.. pois a tal  batata é o único legume quemeu marido come…..e a forma mais apreciada é claro: a  frita…..e talvez a  gratinada (que não são nada saudáveis)rsrs

Como moro em um apartamento e minha cozinha é estilo americana…imaginem…tenho PAVOR de fazer fritura..pois o cheiro da gordura gruda na sala..quartos e até no banheiro…rsr

Sendo assim aboli as frituras da minha cozinha…não que eu não goste…na verdade adooro quase tudo que é frito!rsrsr…..Porém…para mim não compensa o trabalho que me dá depois para limpar tudo e tirar o cheiro do meu apartamento!kkk

Mesmo não gostando de FAZER frituras…mas amando COMER frituras … tive de arrumar uma solução para os meus problemas!

Resolvi então fazer TUDO ASSADO….tudo mesmo!!! Uma forma mais Prática, Limpa e Saudável para nós dois!rsrsr

Sério mesmo! Batata Congelada…Linguiça… Hambúrguer…Almôndegas…Nuggets…Frango a passarinho… até Bife a Parmegiana……ando fazendo o teste com tudo  e está dando certo viu!?

O Segredo é sempre colocar o forno na temperatura máxima e deixar esquentar por uns 15 minutos…depois ficar de olho..até que esteja do seu gosto!!

Vamos então a receita da Batata com Cheddar e Bacon! Neste dia tbm fiz o Nuggts que assou junto com a batata!rsrs

896537_643211975694106_1893291502_o

 INGREDIENTES

– Batata  Congelada

– Fatias de queijo Tipo Cheddar da Polenguinho

images (1)

polenguinho-2

– Bacon em cubos

MODO DE PREPARO:

– Pré- aqueça o forno em temperatura máxima por uns 10 minutos,

– Em um tabuleiro disponha a batata congelada ( todas devem tocar o fundo do tabuleiro, elas não devem ficar sobrepostas) e leve ao forno por uns 20 minutos ou até que esteja sequinhas e douradas,

– Forre um prato com papel toalha e disponha os bacon em cubinhos, coloque outra folha de papel toalha e leve ao microondas de 01 em 01 minuto…sempre trocando os papeis e verificando se esta ficando sequinho e crocante conforme o seu gosto;

– Em uma panela pequena disponha no mínimo 05 fatias de queijo cheddar com duas colheres de água e leve ao fogo até que todo queijo esteja derretido e reserve;

– Na hora de servir, disponha em uma travessa a batata, coloque o bacon já crocante e com auxilio de uma colher distribua o Cheddar derretido sobre toda batata…

Hummm..fica uma delícia!

Aproveite está receita sem culpa!rsrs

Iscas de Filet Mignon ao Molho de Gorgonzola

Aqui em Belo Horizonte é muito comum encontrarmos nos cardápios dos bares e restaurantes Iscas de Filet Mignon ao Molho Gorgonzola, servidos com torradinhas bem fininhas…para falar a verdade, sempre que vejo que tem no cardápio..acabo pedindo…não é tão barato, por se tratar de um filet mignon e um queijo gorgonzola..mas vale a pena!rsr

Na véspera do ultimo feriado…não fui á faculdade..mas eu queria comer uma coisa bem gostosa…como eu tinha uns bifes de filé mignon no congelador..não pensei 2 vezes em passar no supermercado e comprar o queijo e uma baquete de pão francês…

E Ficou simplesmente perfeito! Igual ou melhor do que o que comemos fora..e ainda é claro ficou bem mais barato!rsr

Fiz uma apresentação bem bacana…e não precisou de mais nada..só um vinho para acompanhar!rsr

Iscas de Filet Mignon ao molho gorgonzola- Blog Prazer na Gastronomia

Ingredientes:

Para o Filet:

– 300 g de Filet Mignon  em  tiras finas

– 1/2 colher de manteiga

– Sal á gosto

– Pimenta do reino á gosto

Para o molho Gorgonzola:

– 500 ml de leite integral

– 1 colher de sopa cheia de farinha de trigo sem fermento

– 1 colher de sopa generosa de manteiga

– Pimenta do reino á gosto

– Sal á gosto

– 200 g de queijo gorgonzola picados

Modo de preparo:

– Em uma panela,  coloque a manteiga deixe derreter acrescente o filet, não fique misturando, quando de um lado estiver dourado, vire-os deixe mais uns 2 minutos e retire o filet e reserve;

– Na mesma panela coloque a outra manteiga e deixe esquentar, acrescente a farinha de trigo e com um auxilio de uma colher misture por cerca de 2 minutos, acrescente o leite aos poucos  para não empelotar e misture sempre por em média 10 minutos, ( para saber o ponto de qualquer molho cremoso, mergulhe uma colher de sopa na panela e nas costas da colher passe o dedo fazendo um risco na diagonal se o molho não escorrer é porque está no ponto certo) .

–  Desligue o fogo e acrescente o queijo, misturando bem até dissolver tudo, corrija o sal e a pimenta do reino,

– Experimente, caso você queira um sabor mais forte do queijo é só acrescentar mais,

– Ligue o fogo, acrescente o filet já pronto até esteja bem quente,

– Sirva em uma travessa mais funda e com torradas crocantes!

DICA: Para a torrada ficar bem fininha, basta colocar a baquete inteira no congelador, até que fique bem firme  ( não pode ficar totalmente dura), retire do congelador e com uma faca de pão corte as fatias na diagonal na espessura que você quiser, bem fininha… depois disso coloque no tabuleiro e leve ao forno para secar!

Espero que gostem!!!

Serve: 3 pessoas

Tempo de Preparo: 40 minutos