Filé Mignon ao molho de Gorgonzola

Simplesmente perfeito!!

Só de ver as fotos deste prato minha boca enche de água! Não tem explicação da combinação perfeita deste filé com o queijo Gorgonzola!

Fiz esta receita no sábado e minha irmã e meu cunhado adoraram!rsrs

Para quem não sabe o Queijo Gorgonzola é aquele queijo ”mofado’ sabem? Abaixo uma explicação mais técnica sobre o queijo, pois precisamos saber o que estamos comendo! Afinal de contas: Gastronomia também é cultura não é mesmo?

“O gorgonzola é uma variedade de queijo azul, fabricado com leite de vaca ou cabra, originário da localidade de Gorgonzola, nos arredores de Milão na Itália. Mas no Brasil já temos grandes produções.

A sua massa é cremosa, tem um sabor agradável e um aroma relativamente intenso.

Neste queijo, assim como em todos os queijos azuis, no processo de maturação, são injetados fungos, que fazem com que tenha veias verde-azuladas e que lhe dão um sabor especial.”

Este queijo é forte, por isso usamos relativamente pouca quantidade.

Ingredientes:

Para os Filés

–  Filés ou medalhões de filé Mignon ou uma carne macia de sua preferência;

– sal e pimenta do reino á gosto

Para o molho de Gorgonzola

– 100g de queijo gorgonzola picadinho

– 200ml de creme de leite fresco ou de caixinha ( não pode ser usado o de lata)

– 1 colher (sobremesa) de amido de milho

– 100 ml de leite para dissolver

– Sal a gosto

– Pimenta a gosto

Modo de preparo:

– Tempere os filés com sal, pimenta do reino e gosto e reserve;

– Dissolva o amido no leite, coloque em uma panela, acrescente o queijo gorgonzola, o creme de leite, o sal e a pimenta. Misture bem até que o queijo dissolva, deixe engrossar, acerte o sal e está pronto, reserve;

– Em uma frigideira bem quente, disponha uma colher de azeite e doure o filé dos dois lados,

– Na hora de servir, esquente o molho e o sirva sobre os filés, acompanhado de arroz branco e batatinhas!

Super simples e mt saboroso!

Dica: O Creme de Leite de caixinha ou o de lata não podem ir á temperaturas altas, pq se não talham, sendo assim descobri que se adicionarmos uma clherzinha de chá de amido de milho dissolvida em um pouco de leite em receitas onde o creme de leite terá de ferver por exemplo, ele não deixará que o creme de leite talhe!

Tempo de preparo: 20 minutos

Rendimento: 4 porções generosas

Anúncios

Massa ao frutos do mar

Está receita me lembra a primeira vez que  o Christian que  marido da minha prima,  veio ao Brasil conhecer a nossa família e ele preparou está massa com frutos do mar! 

Foi o maior sucesso!

Bem..não sou muito fã de frutos do mar, mas desde quando comecei a faculdade é bom eu experimentar de tudo…para conhecer os sabores!

Fizemos está receita na faculdade! Achei que ficou lindo o prato!rsrs

Como um bom blog deve haver receitas que agradam á todos os gostos e não só os meus! Seguem pra vocês a receita desta massa fina d+!

 

Ingredientes:

– 200g de massa da sua preferência

– 100 g de mexilhão

– 200g de camarão

– 100g de polvo

– 100 g de lula

– 100g de Vongole

– 150 g de tomati pelati ( tomate pelado) amassado  pode ser aquele comprado pronto de latinha)

– 2 dentes de alho picadinhos

– manjericão á gosto

– salsinha bem picadinha á gosto

– 3 colheres de azeite

– sal e pimenta do reino á gosto

– 100ml de vinho branco seco

Modo de Preparo:

– Cozinhe o macarrão conforme as instruções na embalagem, al dente  e reserve;

– Limpe todos os frutos do mar e corte o polvo em pedaços pequenos,  o restante deve deixar inteiros, escorra o excesso de água e  reserve;

– Em uma frigideira grande e mais funda, coloque o azeite doure o alho e acrescente primeiro os camarões deixe uns 2 minutos e acrescente o restante dos frutos do mar, deixe que dorem por uns 05 minutos ou até que comecem a grudar no fundo da frigideira,

– Deglace com o vinho branco ( ou seja coloque o vinho branco e deixe até que evapore todo o álcool, junte o tomati pelati, tempere com sal e pimenta do reino, finalize com algumas folinha de manjericão e a salsinha já picadinha,

– Acrescente a massa já cozida al dente na frigideira com o molho, ai é só saltear e servir ainda quente!

Um prato super chick! E deliciosa para os que gostam de frutos do mar!

OBS: estes ingrediente poderão ser encontrados nos grandes supermercados na área das peixarias, ou até congelados!

Tempo de preparo: 40 minutos

Rendimento: 4 porções generosas

 


Panna Cota com Frutas Vermelhas

Já ouvi muito á dizer desta sobremesa, porém nunca havia experimentado!

Na última terça feira, na aula demonstrativa sobre a utilização de laticínios, o professor preparou está sobremesa super leve e ao contrário do que eu imaginava super fácil!

Claro que tive que experimentar para conhecer o sabor né?..E imaginam o que aconteceu? Adorei!!

Ingredientes:

Para a Panna Cota:

– 500 g de Creme de Leite UHT

– 500ml de Leite integral

– 5 Folhas de gelatina sem sabor

– 5 colheres de açúcar refinado

Modo de preparo:

– Em uma panela, coloque o leite o creme de leite e o açúcar, misture bem e leve ao fogo até levantar fervura,

– Apague o fogo acrescente diretamente as folhas de gelatina e misture até que elas dissolvam totalmente,

– Disponha em forminhas de petit gateau ou as que tiver em casa, leve á geladeira por aproximadamente 1 hr.

Sirva com a calda de frutas vermelhas

Calda de frutas vermelhas:

– 300 g de frutas vermelhas ( morango, framboesa, amora, cereja e etc)

– 200ml de água

– 4 colheres de açúcar

Modo de preparo:

– Em uma panela coloque as frutas vermelhas, a água e o açúcar, misture bem ,

– Acenda o fogo e deixe até que se transforme em uma calda, ( não mexa durante a fervura, se não irá açucarar)

– Agora é só montar o prato e servir!

Dica: Se vc utilizar frutas congeladas para fazer a calda não precisa colocar água, mas se utilizar frutas frescas utilize a quantidade de água citada na receita acima.

OBS: O ponto certo da Pannacota é que ela esteja firme porem cremosa, se estiver assim está na hora de servir!

Na hora de servir, desinforme a Panna Cota com um auxilio de uma faquinha se necessário e sirva com a calda de frutas vermelhas, faça a decoração que preferir em seu prato!

Tempo de preparo total: 1:20

Rendimento: em forminhas de petit gateau foram 10 Panna Cotas

Raclete

Olá!

Gostaria de apresentar para vocês a Raclete, descubri do que se trata á poucos dias….

Ganhei de casamento vários tipos de grills, panelas elétricas e etc…mas um aparelho me chamou a atenção,  quando me mudei para o apartamento logo retirei os presentes das caixas, guardei os manuais e os coloquei no armário…esses dias eu estava  mexendo no armário quando eu vi aquele aparelho…procurei o manual para saber do que se tratava..e para minha surpresa o único manual que eu não havia guardado era o dele….começei a imaginar para que servia, pois não havia visto nada parecido antes..desisti e deixei lá ocupando um belo espaço no meu armário….

Eis que nas minhas visitas diárias á sites de culinária, vídeos no youtube, blogs…me deparo com um aparelho idêntico ao meu…logo comecei a pesquisar para que servia aquilo…..e encontrei a seguinte explicação:

“…O raclete (no masculino) é um tipo de queijo suiço de consistência média.

A raclete (no feminino) é um prato típico suiço, à base do queijo homônimo. Na sua preparação, o queijo é aquecido e raspado sobre os pratos dos comensais. O termo deriva do francês racler, que significa raspar. 

Bem, assim é a raclete original, lá da Suiça, mas por aqui já rolaram adaptações e cada pessoa acaba fazendo da sua maneira com outros queijos além do raclete.

A preferência, claro, são pelos queijos do tipo suiço – gruyére, emmental, maasdam – mas também dá para usar estepe, gouda, mussarela… como eu disse, cada um usa os queijos de sua preferência.
Os acompanhamentos também podem variar, mas o clássico é mesmo com batata, pickles e alguns tipos de frios, geralmente os mais puxados na gordura. Aliás, raclete é um prato gorduroso, não se iluda. Por isso, assim como o fondue, é um prato perfeito para o inverno, também para ser saboreado como um ritual, sem pressa, na companhia de amigos e boas garrafas de vinho…”

Quando aprendi para que servia fiquei doida para testar o meu….me surpreendi, meu marido adorou, pois queijo é com ele mesmo!

Aproveitei que tinha alguns queijos, batatas, tomates, azeitonas e salsichão, torradinhas e umas fatias de pão italiano e montei uma mesa para eu e meu marido..acompanhado de vinho é claro!

Na próxima irei caprichar mais! Tirei as fotos para mostrar pra vocês como funciona!

A minha racletera, serve para 06 pessoas, a pequena e para utilizar basta ligar na tomada;

Excelente para uma pequena reunião para amigos, super prático pois você não irá precisar ficar na cozinha e cada um monta sua guarnição de acordo com a sua preferência!

Andei olhando em alguns sites  uma Racletera do tamanho da minha  éstá em média de R$ 130,00  (cento e trinta reais);

Se você animar! Uma ótima pedida para este friozinho!

                                                                                                                                                                                                                   Racletera:

Em cima possui uma grelha para esquentar ou grelhar as batatas já cozidas, salsichão, legumes

Em baixo nas pazinhas, coloque a mistura de queijos que desejar para que o mesmo derreta completamente,

logo depois de derretido despeje o queijo sobre os legumes, pães e salsichão.

Torradas, fatias de pão italiano, queijos variados, presunto, tomatinhos, azeitonas e batatas cozidas.

Bom d+!!! Inovação total!rsrsr

Hambúrguer Gourmet

Gente…fiz este hambúrguer super suculento estilo Hamburgueria sabem?

Hambúrguer caseiro…com muita carne!

E utilizando somente 03 ingredientes…e ficou super profissional!rsr

 

Ingredientes

– 600g de acém moido

– 1/2 colher de chá de  sal (para cada hambúrguer)

– pimenta do reino á gosto

Modo de preparo:

– Para 01 hamburguer utilize em média 150g de carne, coloque a carne na palma das mãos é vá amassando por uns 03 minutos , dê uns tapinhas, jogando-as de uma mão para outra, para que a carne fique mais homogênea, assim na hora de levá-la ao fogo não irá despedaçar.

– Faça uma bola  e aperte com a palma da mão no centro, ajustando assim o tamanho do hambúrguer e a espessura,

– Em uma frigideira de preferencia anti aderente, coloque uma colher de azeite e deixe esquentar bem, antes de colocar o hamburguer na frigideira, polvilhe sal e pimenta do reino em volta, coloque na frigideira e deixe por aproximadamente 04 minutos de cada lado.

– Depois que um lado estiver dourado, vire e coloque as fatias de queijo por cima do hambúrguer e tampe para que o queijo derreta e está pronto.

Dica: Dê uma tostada no pão…para ficar bem crocante, na hora de servir monte seu sanduíche de acordo com o seu gosto!

OBS: O tempo de 04 minutos o hamburguer fica no ponto..caso prefira mais molhadinho deixe apenas 03 minutos de cada lado!

Tempo de preparo: 15 minutos

Rendimento: 04 hambúrgueres

Caponata Italiana

Ontem , fiz essa Caponata…super simples e  saborosa!

Ideal para ser servido com torradas, pães de queijo e até pão de sal!

Servido como petisco ou até mesmo uma entrada!

 

Ingredientes:

– 1 Berinjela;

– 1 Abobrinha italiana;

– 1 Cebola;

– 2 Dentes de alho;

– 1/2 Xícara de pimentão vermelho;

– 1/2 Xícara de pimentão amarelo;

– 1/2 Xícara de pimentão verde;

– 1/2 Xícara de uvas passas brancas;

– 1/2 Xícara de azeite extra virgem;

– Sal;

– Orégano

– Pimenta calabresa

Modo de Preparo:

– Corte todos os vegetais em cubos médios e misture.

-Junte o alho cortado em lâminas finas e as uvas passas.

-Regue com o azeite extra virgem e tempere com sal e orégano e pimenta calabresa a gosto. Leve ao forno, já pré-aquecido á 180º por 10 minutos , por aproximadamente 1h.

– Durante esse tempo, mexa algumas vezes para garantir um cozimento por igual.

Retire do forno, acerte o sal e espere esfriar completamente e guarde no refrigerador. O ideal é consumi-la após, pelo menos, 24h.

A caponata italiana é ótima acompanhando pães e torradas.

OBS: Para que fique com uma boa aparência é necessário que todos os ingredientes estejam picados do mesmo tamanho e formato!

Tempo total de preparo: 1h e 20 minutos

Pão de Queijo Mineirim

Todos conhecem Minas Gerais por seu famoso Pão de Queijo….. servido com um cafezinho!

Pão de queijo combina com doces e salgados..recheados ou até mesmo servido só!

Como dizem: ” Pão de queijo é bão demais da conta sô”!kkk

Essa receita aprendi com minha mãe..que é uma cozinheira de mão cheia…e este Pão de queijo é o legítimo mineiro.

Ingredientes:

– 1  kg de Polvilho Azedo ( de preferência o Amarfil que por aqui encontramos facilmente)

– 200 ml de óleo  (1 copo daqueles de requeijão)

– 400 ml de leite ( 2 copos daqueles de requeijão)

– 8 ovos médios

–  300g de queijo canastra ralado fino ( este é o segredo)

– 1 colher de chá de sal;

Modo de preparo:

– Disponha o polvilho em uma bacia ou  baixela funda e grande  e reserve;

– Em uma panela, coloque o óleo e o leite e deixe ferver em fogo baixo; ( fique de olho para não derramar)

– Depois que ferver, disponha sobre o polvilho e misture com auxílio de uma colher, até que esfrie um pouco e a mistura pareça com uma farofa; (este método chama-se Escaldar)

– Agora com as mãos, acrescente os ovos e misture bem,

– Acrescente o queijo e o sal e  misture bem até que fique homogêneo;

– Verifique se a massa está mole, porém dando para enrolar, se assim estiver está no ponto certo;

OBS: caso precise acrescente mais 01 ovo e misture bem;

Para assar:

– Pré aqueça o forno por 10 minutos em temperatura de 180º;

– Enquanto isso com as mãos untadas em óleo, boleie a massa do tamanho desejado, coloque no tabuleiro ( sem untar) com um espaço de no mínimo um dedo entre os pães de queijo, para que ao assar não grude uns nos outros;

– Coloque no forno e deixe em aproximadamente 30 á 40 minutos, abra o forno e verifique se eles estão com uma casquinha dura, se estiver está pronto!

OBS: A fama de que não se pode abrir o forno na hora que estiver assando o pão de queijo não vale para essa receita…pode abrir sim para olhar se ele está no ponto!

DICA: – Se vc fizer e quiser congelar para assar depois, enrole os pães de queijo, coloque em uma assadeira ou prato e leve ao congelador por em média 6 horas, depois de congelado coloque em saquinhos e volte para o congelador,  podendo utilizar em até 30 dias.Na hora se assar, unte o tabuleiro e disponha os pães de queijo congelado e asse normalmente.

– Os pães de queijo da imagem fiz maiores para comermos com carne, ou seja faça eles do tamanho que for melhor para você

Hum….o legítimo pão de queijo mineiro para vocês!

       Tempo de preparo: 60 minutos

Rendimento: 30 pães de queijo do tamanho da imagem